Carências Nutricionais na Estética

Desmitificando Dietas

Hoje vamos mostrar os principais sinais que o corpo dá em forma de carências nutricionais, muitas vezes ocasionada pela busca desenfreada pela estética.

Em busca do corpo magro, muitas mulheres e até mesmo homens se submetem a dietas da moda para o emagrecimento rápido. Estas dietas apresentam uma restrição energética extrema que pode levar a déficits nutricionais difíceis de corrigir. Neste sentido, vale lembrar que a alimentação não é somente calorias, como também contém micronutrientes responsáveis pelo funcionamento físico, mental, bioquímico, fisiológico e estético do corpo.

A carência de nutrientes pode se manifestar de diferentes formas. O cabelo, pele e as unhas podem ser bons indicadores do estado nutricional debilitado como consequência de dietas restritivas. Ainda assim, pessoas obesas também podem ter carências nutricionais importantes, já que embora não haja restrição energética em alguns casos, pode existir uma alimentação pobre em nutrientes.

Ainda o estilo de vida das grandes cidades que preconiza a praticidade do ato de se alimentar gera uma grande tendência a alimentação rica em açúcares, farinhas refinadas, gorduras saturadas, alimentos processados com muito conservantes e aditivos, distanciando ainda mais as pessoas de uma alimentação mais natural e nutritiva, que possibilita a manutenção de um corpo saudável e em forma.

Tipos de restrição X carências nutricionais

  1. Carboidrato: restringir drasticamente o carboidrato pode afetar a quantidade de fibras ingeridas, o bom funcionamento intestinal, como pode impactar negativamente a flora bacteriana benéfica, que auxilia na boa absorção dos nutrientes ingeridos na alimentação.
  2. Gordura: a carência de gorduras na dieta provoca a deficiência das vitaminas lipossolúveis A,D,E e K, bem como auxilia a manutenção do peso saudável por modular positivamente a saciedade.
  3. Energética: a carência de aporte energético (calorias) de forma prolongada impacta negativamente o funcionamento geral do corpo, por não fornecer a quantidade ideal das vitaminas e minerais necessários a manutenção das funções fisiológicas básicas. A falta de alguns nutrientes como ferro, zinco, magnésio, cálcio, biotina e aminoácidos podem possibilitar o surgimento do enfraquecimento de unhas, cabelos, alterar a produção natural da oleosidade e elasticidade da pele, favorecer o organismo ao ganho de peso por desregular o nosso centro de fome-saciedade.
Tipos de restrição X carências nutricionais

Alguns sinais de carência nutricional que podem manifestar esteticamente são:

  • Fios quebradiços
  • Cabelos sem brilho
  • Queda de cabelo
  • Oleosidade da pele e cabelo
  • Ressecamento da pele e cabelo
  • Unhas frágeis e quebradiças
  • Unhas com manchas
  • Envelhecimento precoce
  • Estrias
Evitar Alimentos

Para corrigir isso é necessário uma dieta individualizada e focada na causa do problema. Mas ainda podemos apostar e evitar alguns grupos alimentares para normalizar a função natural do corpo e ter saúde e estética de forma combinada.

É válido evitar:

  • Carnes vermelhas e embutidos
  • Alimentos gordurosos
  • Alimentos ricos em açúcar refinado
  • Excesso de leite e derivados
  • Alimentos ricos em corantes – Cereais e grãos integrais aromatizantes e adoçantes artificiais
  • Alimentos fritos e muito assados (especialmente em grelhas)
aposte em alimentos saudáveis

Aposte em:

  • Alimentos orgânicos
  • Grandes quantidades de vegetais, especialmente cenoura, couve-flor, brócolis, chicória, cebola, alho, alho-poró, couve-de-bruxelas
  • Cereais e grãos integrais
  • Frutas da estação e de cores variadas
  • Cereais e grãos integrais
  • Leguminosas e feijões
  • Castanhas e nozes
  • Carnes magras
  • Alimentos ricos em fibras e se necessário utilizar probióticos para a saúde intestinal

Não deixe que o excesso de informação da mídia, revistas e digital influencers atrapalhe a sua saúde e forma física. Seja crítico em relação a sua saúde. Toda a meta estética deve ser acompanhada por profissionais qualificados, que evitarão que o corpo passe por privações que desencadeiam futuros problemas. É possível ter uma estética agradável sem grandes sacrifícios e com hábitos saudáveis constantes e permanentes.

REFERÊNCIA

1 SCHNEIDER, Aline Petter. Nutrição estética. São Paulo: Atheneu, 2009.

2 NEVES, Mariana Braga. Nutrição, Estética e Nutricosméticos: uma abordagem prática. Rio de Janeiro: A.S. Sistemas E-book. 1 ed, 2012.

0 Points